Revestimentos: escolha o ideal para sua obra!

Presente na história da construção de diversos povos, a cerâmica se mantém atemporal como uma das soluções mais atuais de toda a arquitetura mundial.

Ao iniciar uma construção ou reforma, conhecer um pouco mais sobre os materiais que serão utilizados pode fazer toda a diferença. Isso conta não só na qualidade e na sofisticação dos seus futuros ambientes, como também nas economias do orçamento final da obra.

Neste conteúdo, você vai saber mais sobre a composição dos atuais revestimentos, suas diferentes aplicações e também os principais benefícios que você e sua obra terão a partir da escolha dos melhores materiais. 

 

 

O que é um revestimento cerâmico?  

Revestimentos cerâmicos possuem este nome pois são materiais cerâmicos utilizados, justamente, para revestir pisos e paredes

 

Produzido a partir de um composto entre argila e outras matérias-primas inorgânicas, o revestimento é resultado de uma prensagem – ou extrusão – dos componentes, até serem queimados em temperatura superior a 1000 ºC. 

 

As placas cerâmicas são divididas, geralmente, em três camadas: a primeira é o suporte, também conhecido como biscoito, e é a face inferior onde é aplicado o esmalte. A segunda camada é o engobe, cujo objetivo é a impermeabilização e a aderência do esmalte ou entre as partes. E, por fim, a terceira é o esmalte, uma camada vítrea que, além de decorar a face superior, também possui função de impermeabilização. 

 

Os tipos de revestimentos disponíveis

Antes de optar por qualquer modelo cerâmico para a sua obra, é importante conhecer suas classificações. Todas elas são baseadas em seus aspectos visuais. É importante lembrar que estas informações estarão sempre presentes nas embalagens dos produtos.  

 

São 3 classificações:

 

  • Cerâmica tipo A: até 95% das placas devem ser livres de defeitos visíveis a 1 metro de distância e são garantidas pelo fabricante.

 

  • Cerâmica tipos B e C: normativamente, não possuem definição e, por isso, cada fabricante estabelece as suas características. São, no geral, produtos que podem apresentar algum desvio de qualidade no que diz respeito a tamanho, tonalidade e pequenos defeitos superficiais. Sua garantia é restrita apenas em relação à usabilidade, ou seja, as placas devem ter condições de serem utilizadas, mesmo que apresentem defeitos visíveis.

 

  • Cerâmica tipo D: considerada uma cerâmica de 3ª linha, não possui qualquer garantia de resistência. Produtos dessa classe possuem defeitos grosseiros, como pedaços faltando, deformações, entre outros, e geralmente são utilizados como cacos.

 

Outra forma de classificação para cerâmicas – agora mais ligada a sua funcionalidade – é dividi-las em: antiderrapante (com uma superfície mais abrasiva), esmaltada (com uma camada de esmalte, geralmente mais brilhante e que reflete a iluminação do ambiente) e não esmaltada (esta, por não receber esmalte, é mais suscetível à infiltrações).

 

Os benefícios do revestimento cerâmico

Revestimentos cerâmicos possuem vantagens que vão muito além da beleza e do charme. Afinal, suas composições garantem uma grande resistência quando comparadas a outros revestimentos. 

 

Isso ocorre porque a cerâmica tradicional apresenta algumas características, como:

  • Resistência à água 

Revestimentos cerâmicos são ideais para serem aplicados em ambientes úmidos, como cozinhas, banheiros e áreas externas. Isso pois esse revestimento possui uma elevada resistência e um baixo nível de porosidade, logo, uma baixa absorção hídrica. 

O grau de porosidade diz respeito à tipologia do revestimento, onde temos placas com absorção quase nula, até placas com mais de 10% que não são defeituosas. Sendo o revestimento esmaltado, sua superfície é impermeável, porém sua base pode ser porosa ou não, a depender de sua tipologia. Assim, o correto assentamento e a utilização de rejuntes adequados e também impermeáveis contribuem para a estanqueidade do ambiente.

 

  • Durabilidade

Quando comparado a outros materiais, o revestimento cerâmico apresenta durabilidade muito superior, principalmente quando classificado entre os tipos A, B e C. 

Vale lembrar que a durabilidade está diretamente relacionada à correta especificação quanto ao local de uso, limpeza e manutenção. Placas cerâmicas são incomburentes, ou seja, não propagam chamas.

 

  • Fácil limpeza

Além de não exigir grandes manutenções, esses revestimentos são fáceis de limpar. Com destaque para as opções esmaltadas que, justamente por não apresentarem poros, não acumulam poeira.

 

  • Ampla margem de aplicação

Muito pelos benefícios aqui citados anteriormente, os revestimentos cerâmicos podem ser usados tanto interna quanto externamente, seja em paredes ou pisos e em locais de baixo ou alto fluxo. Sempre se atente às necessidades de cada local, como abrasividade e níveis de absorção de água. 

 

 

O revestimento ideal é Incefra

Agora que você conhece um pouco mais sobre revestimentos cerâmicos, analise com cuidado quais são as suas necessidades relacionadas às características da sua obra. 

No momento de procurar por uma marca confiável, que seja referência em pisos, revestimentos e porcelanatos, lembre-se que a Incefra possui tudo isso, além de um time de vendedores que se orgulham por trabalhar com a melhor matéria-prima.

Acesse aqui nosso portfólio e aproveite os melhores preços do mercado para equipar sua construção ou reforma com muita qualidade, sofisticação e economia