Revestimento 3D: Por que se tornou uma tendência?

Ao pensar na reforma ou em uma nova decoração, um personagem que ganhou destaque nos últimos anos é o revestimento 3D, uma alternativa interessante para aqueles que desejam criar ambientes elegantes e modernos.

O revestimento 3D é formado por placas tridimensionais que geram sensações de movimento e profundidade, conquistando cada vez mais admiradores através do seu designer inovador, dando aquele “toque final” para deixar o lugar ainda mais aconchegante. 

Comercializado em placas, sua versatilidade não está somente na sua aplicação em qualquer ambiente, como também esse tipo de material consegue aumentar a dimensão das paredes, além disso, dispõe de vários formatos, tamanhos e tipos de volumetrias.

 

Revestimento 3D: Conheça os diferenciais dessa tendência

Capaz de transformar paredes, o material é extremamente versátil e possui um estilo único que combina com qualquer tipo de decoração. Como já dito, a beleza de um revestimento 3D não tem adversário, ele é o protagonista ali! Com perfeito acabamento, ele consegue mudar totalmente o ambiente, tornando-o mais aconchegante e moderno. 

Entretanto, não é somente por sua beleza que ele se destaca no mercado. O material do revestimento 3D apresenta alta durabilidade e resistência – desde que você utilize o produto certo para o lugar escolhido. Assim, o resultado dessa combinação torna o investimento em excelente custo-benefício

Além disso, o revestimento 3D confere fácil aplicação, pois pode ser colocado em paredes, muros e em alguns casos até mesmo no teto, por exemplo, ousando na criatividade e harmonização do local. 

Como cada material possui suas particularidades, é fundamental conhecer um pouco mais sobre os diferentes tipos disponíveis no mercado para não cometer erros. Acompanhe!

Gesso: são os mais comuns e muito fáceis de encontrar! Além disso, por ser um material leve, seu transporte é mais simples! Os revestimentos 3D de gesso são mais indicados para área interna, por não ser resistente à ação da água. 

Cimentício: esses são materiais feitos à base de cimento e mais resistentes. A instalação também é simples, basta colar as peças com argamassa colante! Podem ser utilizados tanto em ambientes internos como externos, porém sua produção é mais complexa e a logística pode ser mais difícil por conta do peso do produto.

Cerâmico: os revestimentos 3D cerâmicos podem ser utilizados tanto em áreas internas como externas, sendo resistentes e com alta durabilidade. Além disso, esse tipo de revestimento tem absorção de água bem baixa e, por isso, requer argamassa especial para assentamento.

PVC: esse último é o mais prático e possui instalação super simples já que não há necessidade de mão de obra especializada. Indicado apenas para áreas internas, é muito comum, além de ter um excelente custo-benefício e fácil aplicação. 

Por se tratar de um material versátil, o revestimento 3D pode ser aplicado em qualquer ambiente, desde que você tenha cuidado na escolha do material. É essencial conferir o volume do revestimento e se certificar de que as peças combinem com o estilo de decoração do ambiente. 

Agora que você conheceu mais sobre as vantagens em investir num revestimento 3D para modernizar seu ambiente ainda mais, que tal conhecer os nossos serviços? 

Acesse.