Porcelanato de madeira: o que considerar em cada ambiente

Quando pensamos em decoração de ambientes, fica impossível não se lembrar das inúmeras possibilidades de combinações de cores e texturas. Atualmente, tem se utilizado muito papel de parede e adesivos para garantir um ambiente bem elaborado. Agora também tem se utilizado bastante as pedras naturais trituradas e restos de granito triturados, indicados para revestimentos, cimento queimado, entre outros. Muitas pessoas querem deixar o ambiente mais aconchegante e optam pela decoração em madeira, porém, ela exige muitos cuidados, então, o porcelanato acaba sendo uma opção mais viável.

Vantagens do porcelanato na decoração

O porcelanato é um tipo de revestimento composto basicamente por argila e rocha, minerais naturais, como: talco, feldspato, caulim etc., e costuma ser uma opção muito escolhida, por conta de sua beleza, durabilidade e resistência, e também por promover maior facilidade na limpeza e na manutenção. Costuma ser uma ótima alternativa a outros materiais, como madeira e cerâmica. Porém, de acordo com a arquiteta e urbanista Karla Patrícia, é preciso atentar-se também para a escolha do produto bem como a experiência do profissional em sua instalação. “Quando o porcelanato é de baixa qualidade ou é utilizado em um local diferente do indicado, podem surgir problemas e também pode ocorrer a diminuição da sua vida útil”, ressalta.

Existem variados tipos de revestimentos que podem ser utilizados tanto em pisos quanto em paredes, e alguns também em fachadas. “Dentro deste leque, o revestimento porcelanato tem se destacado por apresentar uma resistência maior e com isso tem sido mais difundido”, ressalta. Ela destaca ainda que falando sobre a utilização de revestimento de porcelanato para decoração, “a maioria dos profissionais de arquitetura já propõe a utilização do porcelanato neste tipo de projeto, não só pela sua qualidade, mas também por conta do seu valor de mercado e facilidade de manutenção”, ressalta a arquiteta.

 

Como escolher porcelanato de madeira

O porcelanato passa por um processo de queima em altas temperaturas, transformando-se em um material extremamente resistente e durável. Além disso, alguns tipos de porcelanatos recebem um acabamento especial, como uma camada de esmalte (esmaltado) que imita pedra, madeira, mármore, o que garante maior variedade estética. Já o modelo natural de porcelanato não recebe nenhum acabamento especial, o que faz com que ele seja um modelo mais neutro. Antes de escolher o porcelanato que imita madeira, é importante conhecer uma linha variada de opções e também o fabricante para garantir que o mesmo atende a todos os requisitos de qualidade e durabilidade.  

Além disso, é importante considerar também o local onde ele será aplicado, a fim de atender às especificidades técnicas e também a segurança dos moradores. “As pessoas preferem o porcelanato porque é um produto mais simples de usar e substitui muito bem a madeira, além de ser mais fácil de limpar e mais difícil de manchar”, destaca. A resistência e a durabilidade dele é maior, porém cada marca possui as suas peculiaridades e deve deixar claras as orientações para garantir que ele dure mais tempo.

Se você quer optar pelo porcelanato de madeira na sua decoração, precisa tomar um cuidado especial no momento da instalação. É preciso se atentar à escolha do rejuntamento adequado e também a dimensão da junta, então, é fundamental que a aplicação seja feita por um profissional especializado. Para dar a sensação de continuidade entre as placas, o piso deve ser instalado com pouca distância entre as suas placas (2 mm). Deste modo, a impressão de continuidade no piso estará garantida. Além do uso interno, ainda é possível usar o porcelanato que imita madeira na área externa da casa, como a área de lazer, piso da churrasqueira ou áreas próximas à piscina. “Esse tipo de área exige cuidado, pois necessita de um coeficiente de atrito maior para que o piso não fique escorregadio demais, assim você evita possíveis acidentes domésticos”, orienta. 

Revestimento cerâmico: você sabe quais são as vantagens?