Cuidados na hora de escolher piso para cozinha

A escolha de pisos sempre demanda cuidados especiais, afinal, estamos falando de materiais que vão compor os ambientes da sua casa por anos. Mas quando o assunto são os revestimentos para o chão da cozinha, ambiente exposto à água, gordura e calor, a atenção deve ser redobrada para garantir a durabilidade dos pisos. Confira a seguir quais são os cuidados para fazer a escolha certa!

 

A importância do fabricante e da especificações técnicas

Fabiola Rago Beltrame, professora do curso de Engenharia Civil da Universidade Presbiteriana Mackenzie, explica que é essencial definir o tipo de revestimento com base em especificações técnicas. Ao pensarmos na cozinha, as especificações de um revestimento cerâmico para a parede são diferentes das especificações de pisos, mas as duas opções precisam ter baixa absorção de água e baixa expansão por umidade. E falando em especificação técnica, você já ouviu falar sobre a classificação PEI (Porcelain Enamel Institute) da cerâmica? Essa classificação é importante, pois mede a resistência ao desgaste superficial em relação aos objetos dispostos no local e ao tráfego de pessoas no ambiente. Por exemplo, a classificação PEI 4 pode ser considerada na escolha de piso para cozinha, já que atende a todos os ambientes internos residenciais. 

Sendo assim, ao chegar em uma loja de material de construção, é fundamental checar com o lojista se o fabricante de revestimento cerâmico oferece um produto adequado para a aplicação planejada na sua cozinha. E se possível, acessar o site do fabricante para conferir todas as características, classificações e finalidades dos revestimentos cerâmicos.

 

Considerar o ambiente é fundamental para a escolha certa

Na hora de construir ou reformar a sua casa, a diferença entre ambientes molhados, molháveis e secos é uma das etapas mais importantes para escolher o piso certo. No caso dos ambientes molhados, como banheiro e área de serviço que podem ter lâminas de água, o piso precisa de um coeficiente de atrito, que classifica a resistência da cerâmica ao escorregamento, igual ou maior que 0,4 para garantir a segurança e evitar acidentes. 

Só que ainda existe certa confusão ao considerar a cozinha como uma área molhada. De acordo com Karla Patrícia, arquiteta do escritório Norden Arquitetura, pelas normas, a cozinha é considerada uma área molhável. “Ou seja, um ambiente que não forma poças de água, mas onde eu terei uma torneira, eu tenho um ponto de água ali, isso significa que ao abrir a torneira, eu posso ter respingo no piso, então, é um ambiente que está propício a ser molhado, sendo assim, um ambiente molhável. É um lugar para se pensar bem em qual piso colocar, mas que não, necessariamente, eu vou escorregar”, explica Karla. 

Tipos e acabamentos de pisos para a cozinha 

Cerâmica: um produto muito comum e com usabilidade híbrida, ou seja, é interessante tanto para áreas molhadas e molháveis quanto para ambientes secos. Oferece uma boa relação entre custo x benefício, sendo uma opção, ao mesmo tempo econômica, durável e resistente para aplicação na cozinha. 

Além disso, o revestimento cerâmico para o chão da cozinha também apresenta diversas opções de textura, que fazem toda a diferença para a estética do projeto, assim como na superfície mais adequada. 

 

Alguns dos acabamentos mais procurados para a cozinha são:

Acetinado: menos escorregadio que a cerâmica polida, sendo recomendado para a cozinha, que por ser um ambiente molhável, não demanda um coeficiente de atrito muito alto. Sua superfície acetinada traz um brilho suave e as possibilidades de estampas e cores são diversas. 

Brilhante: a cerâmica recebe uma camada de esmalte brilhante, servindo como um curinga para quem deseja maximizar a iluminação e destacar o piso na cozinha. Pode ter uma superfície lisa ou  áspera, e na classificação PEI – 4 é recomendado para todos os ambientes internos de casa. 

 

Ainda é possível escolher o mesmo tipo de cerâmica com acabamentos diferentes. Assim, você consegue seguir um padrão de piso para toda a casa, mas com o acabamento adequado para cada tipo de ambiente. 

 

Para conhecer mais tipos de revestimentos, acesse o nosso Guia de Revestimento.