Escala Pantone: quais são e como utilizá-las na sua decoração?

A escala Pantone é uma forma de padronização de cores através de códigos com letras e números, agilizando assim a forma de especificação de cores para designers e também para profissionais da área de marketing. Desde 1999, a Pantone®️ faz o lançamento das cores do ano que são tendências para as mais diversas aplicações. Na decoração, elas são apresentadas como a “última moda”. 

Além da inquestionável beleza estética, a graça do porcelanato também está na pluralidade. Muito se fala sobre a versatilidade desse revestimento, enaltecendo características como formas, cores e texturas. E com isso, móveis, objetos de decoração e revestimentos também podem complementar com as mais variadas combinações.   

Deborah Delphino, arquiteta e especialista em decoração holística, conta que a Pantone não é uma escala fixa e imutável. “A medida que novas cores vão surgindo, elas vão sendo introduzidas na tabela de escala Pantone ®️, com códigos específicos”, ressalta.

Em 2022, a cor escolhida foi a Very Peri, uma tonalidade azul, dinâmica, com tons de violeta vermelho vivificante que combina a lealdade e constância do azul com a energia e o entusiasmo do vermelho. Tem uma presença nova e dinâmica com uma energia brincalhona que encoraja a expressão pessoal, colocando o futuro à frente numa nova luz.

“Os arquitetos e decoradores contam com a cor para dar o efeito desejado aos espaços projetados e conseguem através de uma única tabela de cores fazer sua escolha e entrega para o cliente fazer a compra no local por eles escolhido, sem prejudicar as diversas opções de fornecedor de tinta”, destaca.

Atualmente, existem mais de 1.800 cores codificadas, facilitando a vida do profissional na hora de decidir através de uma única tabela que pode ser replicada nas mais diversas tintas, como esmalte sintético, látex PVA, tinta acrílica, epóxi, ou mesmo nas cores gráficas que são projetadas logomarcas, móveis, revestimentos cerâmicos, pintura de paredes e mais uma infinidade de outras utilizações.

Cor Pantone 2022 na decoração: como as cores influenciam o humor

Muitas pessoas já sabem que as cores dos ambientes internos influenciam muito nas percepções do que o morador do apartamento ou casa tem sobre o lugar em que ele reside. A escolha das cores de cada ambiente pode trazer mais sensações de conforto e luminosidade ou fazer justamente o contrário, e levar para ambientes que deveriam ser de descanso, uma sensação de estresse contínuo, por causa das cores mais escuras. A arquiteta especialista acredita ainda que o melhor estilo que representa este novo tempo é o Provençal, onde a cor Pantone (Very Peri) fica muito bem. 

Para aproveitar da melhor forma a Cor Pantone 2022 na decoração é preciso explorar a fundo todas as suas nuances pelos ambientes, permitindo desta forma que uma atmosfera espirituosa e alegre seja fornecida através desse mix e tome conta de toda a sua casa.

Outra forma é utilizá-la em itens secundários do mobiliário, como almofadas, cadeiras e mesas. Vale apostar nos tons de azul. Já o violeta do Very Peri pode ser utilizado em elementos maiores, como revestimentos de paredes, painéis ou divisórias, possibilitando assim que o seu simbolismo energético traga harmonia e inspiração ao ambiente.

Existem variadas pesquisas que falam sobre a influência das cores em nosso humor e a utilização da escala pantone na decoração, além de resultar em uma aplicação cativante, também  transmite maior criatividade, expressividade, emoções positivas e uma presença encorajadora, trazendo novas perspectivas tanto para os moradores como para os frequentadores assíduos de tal ambiente.

“Se surgir uma nova linha de revestimentos cerâmicos na cor Very Peri, será em pastilhas bem pequenas, para ser um adereço dos novos tempos”, destaca. Essas cores podem ser colocadas em áreas molhadas que se integrem às salas e aos dormitórios, pois ficam realçadas com tons pastéis e o branco no domínio do espaço. “Com certeza, investir em um bom projeto de decoração faz toda a diferença no resultado final e o custo-benefício será compensador”, complementa.