O que fazer para evitar desplacamento dos revestimentos

13 out 2022

Existem algumas causas para o desplacamento dos revestimentos tanto interno quanto externo, em pisos ou paredes. A principal delas é a falta de uma junta de dilatação no momento de assentar as peças que podem ser na horizontal e na vertical para que haja uma absorção das diferentes movimentações que existem entre a estrutura da edificação e o revestimento. Dependendo do tipo e tamanho da peça que será assentada, há a necessidade de aplicar duas camadas de massa, de forma cruzada, para maior aderência entre a placa e a superfície, evitando assim o descolamento.

Segundo Mateus Dias, que é arquiteto formado pela PUC-Campinas e desenvolve projetos comerciais, residenciais e corporativos com foco na qualidade espacial e no respeito ao meio ambiente, juntamente com a sua equipe, quando se fala da massa, é muito importante também respeitar o tempo de abertura da argamassa que nada mais é que aquele intervalo entre a execução e a formação dos cordões de argamassa colante até que se forme uma película que acaba prejudicando a aderência. Após a formação dessa película esbranquiçada, a aderência não ocorre de forma correta, ficando fraca. 

Ainda quando falamos de argamassa é importante se atentar ao tipo de revestimento comprado, pois para cada um deles existe um tipo de argamassa diferente.Preparar de forma correta a superfície em que receberá a placa é muito importante. O emboço, que é a última camada de acabamento de uma parede, deve estar bem feito, respeitando o traço da mistura e com tempo de cura correto”, ressalta. A impermeabilização também deve ser feita para que não se tenha problemas com umidade.

Como escolher o revestimento ideal para a sua obra

A escolha de um bom revestimento é fundamental para que não se tenha problemas futuros, não só com o desplacamento, mas também com manchas e empenamentos, por exemplo. Opte por revestimentos com baixa absorção de água e também, resistência ao desgaste por atrito e abrasão.

A compra de um bom revestimento não é o suficiente para não ter o desplacamento em sua obra. O sucesso para a integridade das fachadas e piso se deve a uma combinação de fatores. “Um deles é a mão de obra qualificada que saberá aplicar o seu revestimento de forma correta, respeitando o sentido de aplicação, uso correto da desempenadeira para espalhar a massa, pressão correta e amassamento correto dos cordões de amassamento”, aponta.

Manutenção e cuidados para evitar o desplacamento

Para evitar o desplacamento é necessário ter atenção na hora de assentar o revestimento, além de ter uma boa preparação da base que irá recebê-lo, ela deve estar curada e limpa, sem poeira. Isso vale também para o revestimento, dessa forma a aderência é muito maior. “Outro detalhe importante é aplicar o rejunte de forma correta, ele funciona como uma junta e por ser flexível, permite a movimentação e impede a infiltração de água pelo espaço entre as peças”, orienta. A manutenção do revestimento deve ser feita de forma adequada, lavando com produtos que não sejam abrasivos e que possam danificar as peças e rejunte.

Norma para desplacamento

Ainda de acordo com o especialista, para se ter sucesso na aplicação do revestimento e longa durabilidade sem manutenção, existem algumas normas como a NM 137:1997 – Argamassa e concreto – Água para amassamento e cura de argamassa e concreto de cimento Portland, que define que a camada de “emboço” para revestimentos externos deve ter entre 20 e 30 mm de espessura.

Já a NBR 13755-2017 – Projeto e Execução de Revestimentos Cerâmicos de Fachadas e Paredes Externas com a Utilização de Argamassa Colante determina as especificações do revestimento cerâmico. Ela é um manual para projetos de revestimento que seja argamassado, ou seja, cerâmico.

Aproveite e confira também algumas dicas essenciais para escolher o melhor revestimento para a sua parede: 

https://www.grupofragnani.com.br/blog/como-escolher-o-revestimento-ceramico-para-parede

Deixe o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos relacionados

Gostou do conteúdo? Compartilhe!