Como planejar o controle de estoque e evitar perdas

Uma das maiores preocupações dos lojistas de materiais de construção, atualmente, é realizar um controle de estoque efetivo, a fim de manter o estoque saudável, evitando assim a perda de lucro sobre as vendas desses materiais. Para isso, é fundamental realizar um planejamento prévio de toda a loja e também um bom controle de estoque.

Uma das maneiras práticas que podem auxiliar na organização da loja de materiais de construção é a criação de métodos que possam padronizar as atividades dos funcionários, como a utilização de uma agenda para ordenar as atividades do dia a dia e também ficar atento aos concorrentes e às novas tendências de mercado, como novos produtos.

A importância do gerenciamento de estoque na loja

De acordo com Felipe Chiconato, consultor financeiro, para se realizar um gerenciamento de estoque efetivo e minimizar as perdas destes materiais, o primeiro passo é colocar em mente que todo item – desde o mais barato até o mais caro ou do menor até o maior – é importante, de uma arruela a um lustre, todos possuem valor. Para isso, é importante trabalhar com a curva abc de produtos na gestão do seu estoque, dando atenção aos itens que têm maior relevância nas vendas e também na quantidade destes produtos dentro do seu estoque. “A regra do primeiro que chega é o primeiro que sai, ou seja, produtos precisam ser organizados de modo que a pessoa sempre pegue o produto mais velho no estoque primeiro, a fim de evitar perda, seja pelo prazo de validade ou por conta do produto ficar tanto tempo parado que acaba ficando obsoleto”, orienta.

Ainda falando sobre a organização dos negócios em uma loja de materiais, um ponto fundamental para garantir o fluxo adequado de vendas é a gestão e o controle de estoque que são utilizados em muitos setores. Na indústria, por exemplo, ele é responsável por manter sob controle o estoque de matérias-primas com a premissa de garantir que a produção esteja sempre em dia, evitando assim atrasos e imprevistos. 

No varejo, geralmente, o mais indicado é que o lojista mantenha o mínimo possível de produtos em estoque, pois manter capital parado acaba gerando mais custos para a loja. “Outro ponto é o investimento na parte de treinamento da sua equipe para evitar perdas de materiais”, ressalta. Neste aspecto, é importante consultar as classificações dos produtos e como devem ser armazenados corretamente. Os revestimentos, por exemplo, são itens que, se carregados e armazenados de forma inadequada, podem ser quebrados, e essa perda deve gerar grandes prejuízos.

 

Controle de estoque: principais consequências da falta de organização

  • Falta de planejamento tanto a curto e médio como a longo prazo.
  • Erro no cálculo das comissões oferecidas para a equipe de vendas.
  • Sensação de trabalhar muito e não perceber retorno financeiro.
  • Falta de controle na entrada e saída de materiais, bem como o estoque parado, gerando custos para a loja.

 

Maneiras de controlar o estoque da loja de materiais


O estoque de segurança é outro ponto de atenção em uma loja para garantir a oferta de produtos em situações imprevistas das quais não existem maneiras de antever ou controlar, como demandas que não estavam previstas, atrasos na entrega ou atrasos no fornecedor.


O primeiro passo para realizar o estoque de segurança da loja é manter o histórico de vendas atualizado e também entender o comportamento do consumidor que frequenta a sua loja para, assim, ter uma base para prever qual será o seu comportamento em determinado período e garantir que não faltem materiais para atender a essa demanda, além de não fazer aquisições acima da demanda, o que evitará perdas de materiais.


Um bom controle de estoque hoje pressupõe a utilização de um bom sistema integrado (ERP), que pode ser bem completo e, além de tudo, gratuito. Mas não adianta só ter uma boa ferramenta se não estiver alinhada a muita disciplina e organização, isso é fundamental para fazer uma boa gestão do seu estoque. “Pense que aquilo é dinheiro, assim, você vai gostar mais dele”, brinca. Ele ainda enfatiza que o estoque é dinheiro transformado em produto, ou seja, ele tem valor, então, é fundamental fazer uma boa gestão, a fim de otimizar e evitar perdas de produtos. “Sem contar que o estoque alto de produtos com baixo giro (itens com menor saída) pode consumir todo o lucro do seu negócio”, complementa.