Fechamento do ano fiscal: veja o passo a passo de como fazer

Quase todos os assuntos que permeiam a gestão financeira de um negócio ainda assustam pequenos e médios varejistas, e o fechamento do ano fiscal é um deles. Organizar as finanças com informações confiáveis é essencial para que o gestor possa analisar e mensurar os resultados da empresa, garantindo a busca pela saúde financeira do negócio. 

O primeiro passo para elaborar o fechamento do ano fiscal é entender o conceito. Marcio Moreno, consultor de negócios do Sebrae, explica que, de forma simples, trata-se de uma operação contábil que unifica todos os movimentos fiscais de uma empresa. Vale lembrar que, no Brasil, o ano fiscal obrigatoriamente começa em 1° de janeiro e termina em 31 de dezembro.

O fechamento do ano fiscal também serve para que o gestor possa visualizar todas as movimentações, receitas e despesas da empresa. Ele é importante para o negócio, pois demonstra o resultado obtido pelas operações, apurando se houve lucro ou prejuízo. As principais formas de apuração são o DRE (Demonstrativo de Resultados do Exercício) e o Balanço Patrimonial.

“No mundo atual dos negócios, não há mais espaço para a administração por achismo e a utilização dos dados registrados na empresa são o caminho para ter agilidade e ser assertivo nas decisões e, por consequência, ter sucesso”, enfatiza o consultor. 

Para Moreno, o uso de ferramentas de gestão, apuração dos resultados financeiros, a implantação e acompanhamento de indicadores são comportamentos essenciais para todo empreendedor que busca o melhor desempenho empresarial

Sem mais delongas, como então fazer um fechamento do ano fiscal efetivo? Existem alguns passos a serem seguidos que vão muito além da realização dessa atividade. Entenda cada um deles. 

 

  1. Gerenciamento de tarefas

O fechamento do ano fiscal é uma atividade que demanda organização, principalmente por envolver o manuseio de documentos diversos. Por isso, antes de começar qualquer cálculo, é necessário definir qual profissional ficará responsável por exercer essa função, como os colaboradores do departamento financeiro. De acordo com Moreno, o próprio gestor pode realizar essa tarefa sozinho, mas é recomendado o auxílio de um contador. E lembre-se: estabeleça metas com prazos a serem cumpridos para que nada seja feito com atraso ou fora de hora.

 

  1. Liste e separe os documentos necessários 

Notas fiscais, recibos, extratos de movimentações bancárias, controle de contas a pagar e receber, balancetes e demonstrativos realizados no período são alguns documentos necessários para a elaboração do fechamento do ano fiscal. Uma dica que pode ajudar na organização desse momento é criar um checklist de tudo o que deve ser considerado. Esse hábito, além de colaborar com a apuração, auxilia na otimização dessa tarefa. 

 

  1. Avalie seus resultados

Tão importante quanto apurar os documentos, a organização dos saldos e a realização dos cálculos do lucro obtido são também essenciais nesse processo. Entender os resultados do fechamento do ano é fundamental para melhorar a tomada de decisão. Essas informações permitem avaliar os resultados do negócio e a criação de novas estratégias para a empresa. 

  1. Comece a se preparar para o fechamento do próximo ano

Todo negócio tem a sua parte administrativa que exige uma dedicação por parte do gestor para o bom desempenho da empresa. Segundo Moreno, o bom gestor é aquele que estabelece uma rotina diária de acompanhamento das movimentações financeiras com a análise dos acontecimentos da empresa. “É isso o que constitui a gestão empresarial”, reforça.

Para começar o fechamento do ano fiscal do próximo ano com o pé direito é fundamental começar o novo ciclo fazendo o fechamento mensal. Essa atividade facilitará o levantamento de informações para o fechamento do ano seguinte e otimizará o tempo.

O consultor de negócios do Sebrae separou quatro dicas essenciais para os gestores que vão começar o ano de 2021 já pensando no fechamento do ano fiscal seguinte. Confira:

  • Analise os números do balanço anterior e identifique os gargalos da operação;
  • Lembre-se de separar todos os controles com antecedência;
  • Reserve um tempo após o expediente para gerir as documentações (notas fiscais, recibos, etc.);
  • Conte com o auxílio de um profissional de contabilidade.

Realizar um bom gerenciamento de estoque é também essencial para o fechamento do ano fiscal. Saiba como planejar o seu e evitar perdas. Acesse: https://www.grupofragnani.com.br/blog/controle-de-estoque